Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.

Com foco na agricultura regenerativa e mudando para eletricidade renovável, a Nestlé redobra esforços para combater as mudanças climáticas

climat_img

Read in English

Lire en français

Como signatária da promessa da ONU ‘Business Ambition for 1.5 ° C’, a Nestlé é uma das primeiras empresas a compartilhar o seu plano detalhado e com prazo definido e a fazê-lo antes do previsto. A empresa está a tomar medidas para reduzir pela metade as suas emissões até 2030 e atingir o valor líquido zero até 2050 - mesmo com o crescimento da empresa.

As ações concentram-se em apoiar os agricultores e fornecedores para o avanço da agricultura regenerativa, plantando centenas de milhões de árvores nos próximos 10 anos e completando a transição da empresa para 100% de eletricidade renovável até 2025. Além disso, a Nestlé está continuamente a aumentar o número de marcas 'neutras em carbono'.

O presidente da Nestlé, Paul Bulcke, disse: “O Conselho reconhece a importância estratégica de tomar medidas decisivas para enfrentar as mudanças climáticas. Ele apóia a aceleração e ampliação do nosso trabalho para garantir o sucesso a longo prazo da empresa e contribuir para um futuro sustentável para as gerações vindouras. ”

Este roteiro é o resultado de uma revisão completa dos negócios e operações da Nestlé para entender a profundidade do desafio e determinar as ações necessárias para enfrentá-lo. A empresa emitiu 92 milhões de toneladas de emissões de gases de efeito estufa em 2018, que servirão de linha de base para medir o progresso.

"Lidar com as mudanças climáticas não pode esperar e nem nós. É fundamental para o sucesso a longo prazo dos nossos negócios", disse Mark Schneider, CEO da Nestlé. "Temos uma oportunidade única de abordar as mudanças climáticas, pois operamos em quase todos os países do mundo e temos tamanho, escala e alcance para fazer a diferença. Trabalharemos em conjunto com agricultores, parceiros da indústria, governos, organizações não governamentais e os nossos consumidores para reduzir a nossa pegada ambiental. ”

O trabalho da Nestlé para chegar à zero emissões de gases abrange três áreas principais:

  • A empresa já está a trabalhar com mais de 500.000 agricultores e 150.000 fornecedores para apoiá-los na implementação de práticas de agricultura regenerativa. Essas práticas melhoram a saúde do solo e mantêm e restauram diversos ecossistemas. Em troca, a Nestlé está a oferecer recompensas aos agricultores, comprando os seus produtos com um prêmio, comprando quantidades maiores e co-investindo nas despesas de capital necessárias. A Nestlé espera obter mais de 14 milhões de toneladas de seus ingredientes por meio da agricultura regenerativa até 2030, aumentando a demanda desses produtos. A Nestlé também está a ampliar o seu programa de reflorestamento para plantar 20 milhões de árvores todos os anos durante os próximos 10 anos nas áreas onde obtém ingredientes. Mais árvores significam mais sombra para as plantações, mais carbono removido da atmosfera, maiores rendimentos e melhor biodiversidade e saúde do solo. As principais cadeias de suprimento de mercadorias essenciais da empresa, como óleo de palma e soja, estarão livres do desmatamento até 2022. Por meio de esforços como esses, a Nestlé está a construir parcerias de longo prazo e proporcionando às comunidades agrícolas mais segurança e rendimento mais alta.

 

  • Em suas operações, a Nestlé espera concluir a transição de suas 800 unidades nos 187 países onde opera para eletricidade 100% renovável nos próximos cinco anos. A empresa está a trocar a sua frota global de veículos para opções de emissões mais baixas e reduzirá e compensará as viagens de negócios até 2022. Também estáa implementar medidas de proteção e regeneração da água e a enfrentar o desperdício de alimentos em suas operações.

 

  • Dentro da sua gama de produtos, a Nestlé está continuamente a expandir a sua oferta de alimentos e bebidas à base de plantas e está a reformular os produtos para torná-los mais ecológicos. Está a aumentar o número de marcas 'neutras em carbono' que oferece para dar aos consumidores a oportunidade de contribuir para a luta contra as mudanças climáticas. Os alimentos à base de plantas Garden Gourmet, bem como os suplementos Garden of Life, atingirão a neutralidade de carbono em 2022; Alimentos à base de plantas Sweet Earth, entre outras marcas, farão o mesmo até 2025. Estes vêm em cima do compromisso da Nespresso, S.Pellegrino, Perrier e Acqua Panna com a neutralidade de carbono até 2022, com o restante da categoria Nestlé Waters alcançando o mesmo em 2025.

 

Magdi Batato, vice-presidente executivo e chefe de operações, disse: “Com quase dois terços de nossas emissões provenientes da agricultura, está claro que a agricultura regenerativa e o reflorestamento são os pontos focais do nosso caminho para o zero emissões líquidas de gases. Esses esforços irão reduzir as emissões e melhorar a biodiversidade em escala. Também vamos continuar a eliminar as emissões das nossas operações e fazer melhorias em nossa gama de produtos. Temos o nosso trabalho definido e estamos comprometidos em entregar.”

A empresa espera investir um total de CHF 3,2 bilhões nos próximos cinco anos para acelerar o nosso trabalho, incluindo CHF 1,2 bilhão para estimular a agricultura regenerativa em toda a cadeia de abastecimento da empresa. Esses investimentos serão financiados principalmente por meio de eficiências operacionais e estruturais para manter neutros, os ganhos desta iniciativa.

A Nestlé teve as suas metas de redução de emissões aprovadas pela iniciativa Alvos baseados na ciência (SBTi), em conformidade com os níveis exigidos para cumprir as metas do Acordo de Paris. SBTi é uma colaboração de organizações sem fins lucrativos que é considerado o padrão internacional de ouro na avaliação de compromissos de emissão de gases zero. A Nestlé vai fornecer relatórios anuais actualizados para mostrar a transperência neste processo.